Conlang
Advertisement
  • O alfabeto gótico é fundamentalmente uma adaptação do alfabeto grego em sua versão uncial, criada pelo bispo Ulfilas para escrever a Bíblia em língua gótica. Também contém caracteres latinos e cinco runas germânicas. Não deve ser confundido com as letras góticas, que são uma simples variante tipográfica do alfabeto latino.

Cada letra possui um valor numérico e duas delas não têm nenhuma outra função. A transliteração nas obras científicas e didáticas é feita aumentando em dos símbolos o alfabeto latino por meio da ligadura, ƕ (h+v) e da letra thorn, þ, tomada do inglês antigo. A notação de Ulfilas era ambígua: Um mesmo digrama ai podía, por exemplo, ser escrito como [ai], [ɛ] ou [ɛ̄]. A transcrição recorre a diacríticos para simplificar as dificuldades de leitura.

Alfabeto gótico

Alfabeto gótico de Ulfilas: As linhas representam (1ª) a grafia gótica, (2ª) a transliteração, (3ª) o valor numérico, (4ª) a etimologia. Esta última mostra a letra grega original da qual derivou a gótica. As letras herdadas das runas germânicas estão em violeta e as tomadas do alfabeto latino em azul

Advertisement