Conlang
Advertisement

Em linguística, um fonema é a menor unidade sonora (fonética) de uma língua que estabelece contraste de significado para diferenciar palavras. Por exemplo, a diferença entre as palavras prato e trato, quando faladas, está apenas no primeiro fonema: /p/ na primeira e /t/ na segunda.

Classificação dos Fonemas[]

Os fonemas são classificados em vogais, semivogais e consoantes.

Vogais[]

Vogais são fonemas silábicos (i.e., que constituem núcleo de sílaba) que se produzem livremente, sem nenhum obstáculo que se oponha à passagem direta da corrente de ar.

Exemplo:

"a" de pedra, fazer

"o" de correr, morar

Semivogais[]

As semivogais são fonemas silábicos que não ocupam a posição de núcleo, devendo, portanto, associar-se a uma vogal para formarem uma sílaba.

Exs.: jaguar (u é uma semivogal e a é uma vogal; o ditongo é dito crescente); demais (a é vogal e i é semivogal; o ditongo é dito decrescente).

Resumindo: É a vogal pronunciada de forma mais fraca em uma sílaba. Exemplos: rei, vário, meu, quatro.

Consoantes[]

Consoantes são fonemas assilábicos que se produzem após vencerem um obstáculo que se opõe à corrente de ar.

Advertisement