Conlang
Advertisement

Em fonética e fonologia, xevá (ou xuá, conforme também foi dicionarizado no Houaiss), também conhecido pelas grafias internacionais schwa ou shwa, pode significar:

  • Um som vocálico não acentuado e não tonal em qualquer linguagem, freqüentemente, mas não necessariamente uma vogal média e central. Essas vogais são geralmente transcritas com o símbolo <ə>, independentemente de seu real valor fonético.
  • O som vocálico médio e central, arredondado ou arredondado, no meio do mapadas vogais, acentuado ou não. Na transcrição fonética do Alfabeto Fonético Internacional (AFI), é escrita como <ə>. Neste caso, o termo vogal central-média pode ser usada em vez de xevá ou schwa, para evitar ambigüidade.
  • O caráter ə usado em alguns alfabetos latinos e o caráter idêntico ә, schwa, usado em algumas versões do alfabeto cirílico.

Etimologia[]

À palavra xevá ou "schwa" vem do hebraico שְׁוָא (šěwā’, /ʃəˈwa/), que significa "nada"—refere-se originalmente a uma dos pontos vocálicos ou niqqud que são usados com o alfabeto hebraico para representar as vogais, que se parece com um par vertical de pontos sob uma letra. Esse signo tem dois usos: um para indicar o som vocálico de schwa e outro para indicar a ausência completa de vogal. Esses usos não conflitam porque o schwa é, em hebraico, uma vogal epentética, que equivale fonemicamente a "vogal nenhuma".

Às vezes, o termo "xevá" é usado para qualquer vogal epentética; entretanto, línguas diferentes usam vogais epentéticas diferentes.

Xevá no inglês[]

O xevá é a vogal mais comum no inglês, uma vogal reduzida em muitas sílabas átonas:

  • Como o 'a' em about /əˈbaʊt/ e sofa /'soʊfə/.
  • Como o 'e' em taken /ˈteɪkən/ e the /ðə/ (antes de consoante).
  • Como o 'i' em pencil /ˈpɛnsəl/.
  • Como o 'o' em eloquent /ˈɛləkwənt/.
  • Como o 'u' em circus /ˈsɜ(ɹ)kəs/.
  • Como o 'y' em sibyl /ˈsɪbəl/.
  • Como o 'ou' em previous /ˈprɪviəs/ e you /iə/ (forma informal).
Advertisement